Carregando
HiruBlog
 
Varizes
Varizes na gravidez

Varizes na GravidezDurante a gravidez, a expansão do abdômen aumenta a pressão nos vasos da pele e a quantidade de hormônio se altera, fazendo com que a gestante esteja mais propensa a ter varizes ou, caso já tenha, agravar a situação* – as veias dilatadas podem ficar até três vezes maiores nesse período**.

É indicado fazer um tratamento para varizes antes da gestação, caso a mulher sinta dores nas pernas, cansaço excessivo e câimbras, mas não é recomendada a intervenção cirúrgica, pois, após o nascimento do bebê, pode ser necessário repetir o procedimento, uma vez que os vasos ficam mais dilatados que o normal durante a gravidez. Porém, três ou quatro meses após o parto, as veias dilatadas têm grande chance de regredirem, principalmente em mulheres que não sofriam do problema antes de engravidar*.

Para evitar o surgimento ou agravamento de varizes durante a gravidez, é muito importante seguir alguns passos**:

  • Mantenha sempre uma alimentação saudável, para evitar o ganho excessivo de peso***;
  • Pratique atividades físicas de baixo impacto – atividades na água, como natação leve e hidroginástica são indicadas. Siga as orientações médicas***;
  • Use meias elásticas, sempre com orientação médica***;
  • Massagens que melhoram o fluxo sanguíneo e reduzem o inchaço são recomendadas, desde que executadas por profissionais especializados em gestantes***;
  • Não permaneça sentada ou em pé por mais de 40 minutos consecutivos, tente revezar a posição***;
  • Sempre que possível, mantenha as pernas elevadas***;
  • A veia cava inferior localiza-se do lado direito, portanto, ao se deitar, prefira o lado esquerdo, assim, você alivia a pressão do útero contra a veia, diminuindo a pressão nas extremidades inferiores***.

Lembre-se: não há nenhum tratamento para varizes que pode ser feito durante a gestação. Realize os procedimentos necessários quando ainda estiver planejando a gravidez. Além disso, a remoção de varizes com cirurgia só é recomendada quando a mulher não for ter mais filhos, pois uma nova gravidez, após a intervenção cirúrgica, anula o efeito do procedimento e pode agravar ainda mais a situação***.

Referências Bibliográficas:

* http://revistacrescer.globo.com/Revista/Crescer/0,,EMI860-10565,00.html – Acessado em 21/02/2014

** http://www.steticlin.com.br/tratamento_gestantes.asp – Acessado em 21/02/2014

*** http://brasil.babycenter.com/pregnancy/pre-natal/saude/varizes/ – Acessado em 21/02/2014

**** http://www.alobebe.com.br/site/revista/reportagem.asp?texto=427 – Acessado em 21/02/2014

 

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.