Carregando
HiruBlog
 
Pós-Operatório
Dor pós-cirurgia

shutterstock_192268697
O controle da dor sempre foi um desafio para a ciência desde a antiguidade. Existem relatos do uso de analgésicos desde o ano 3000 A.C., nas civilizações egípcias. Chineses e outras culturas orientais desenvolveram a acupuntura, identificando os pontos de dor do corpo. Os meios modernos de controle da dor surgiram por volta do século 19, com a utilização da morfina e do éter em intervenções cirúrgicas¹.

Atualmente, o controle da dor durante a cirurgia encontra-se em estágio bem avançado, sendo considerado, inclusive, como uma especialidade médica, a Anestesiologia¹.

Se, durante uma cirurgia, o paciente tem a certeza que não irá sentir nenhuma dor ou desconforto, o mesmo pode não ocorrer após o procedimento cirúrgico. Este tipo de dor é chamado “dor peri-operatória”, e ocorre devido à doença pré-existente, ao procedimento cirúrgico em si, ou uma combinação de ambos. É muito importante seu controle, pois a presença constante da dor pode causar no paciente uma série de problemas como insônia, perda do apetite e até depressão².

Geralmente são utilizados alguns tipos de fármacos, como analgésicos opióides, analgésicos não-opióides, espasmolíticos, anti-inflamatórios não-esteroidais e sedativos. O controle da dor mais efetivo pode ser conseguido com a combinação de dois ou mais desses fármacos, buscando sempre aliar a eficácia do tratamento com uma menor dosagem. Geralmente são administrados fármacos mais fortes e em maior dosagem logo após o procedimento, e que são substituídos por outros menos potentes assim que a dor pós-operatória começa a diminuir³.

A dor deve diminuir gradativamente, de 36 a 48 horas após o procedimento cirúrgico³. Caso não ocorra a diminuição da dor após esse período, o paciente deve procurar seu médico imediatamente.

Referências bibliográficas:

1. Mundo sem dor. História da Medicina da Dor. Disponível em: <http://www.mundosemdor.com.br/historia-da-medicina-intervencionista-da-dor/>. – Acessado em: 12/12/2014

2. Dor pós-operatória. Disponível em: <http://pt.slideshare.net/dapab/dor-ps-operatria> – Acessado em: 12/12/2014

3. Dor Clínica. Dor Pós-operatória. Disponível em: <http://www.dor.med.br/dorclinica/posop.htm>. – Acessado em: 12/12/2014

8 comentários sobre “Dor pós-cirurgia”

  1. Aldemircristo, bom dia! Como você passou por uma cirurgia, recomendamos que entre em contato com o médico que realizou o procedimento. Isso é importante pois ele é o profissional que conhece melhor o seu quadro clínico e a avaliação médica presencial é a melhor forma de verificar a evolução do seu pós-cirúrgico. Também ressaltamos a importância de seguir rigorosamente as orientações de seu médico para uma boa recuperação e de informá-lo dos sintomas apresentados para que ele possa adotar uma conduta mais adequada. Agradecemos sua participação no Blog Fuja do Roxo!

  2. Marcos, bom dia! Como você passou por uma cirurgia, recomendamos que entre em contato com o médico que realizou o procedimento. Isso é importante para que ele faça uma avaliação da sua recuperação e, como ele é o profissional que conhece melhor o seu quadro clínico, isso permite uma melhor avaliação para indicação de um tratamento adequado à dor, se necessário. Também ressaltamos a importância de seguir rigorosamente as orientações de seu médico para uma boa recuperação. Agradecemos sua participação no Blog Fuja do Roxo!

  3. Fiz a cirurgia em ambas as pernas primeiro na esquerda e há 8 dias na direita e estou tendo maiores dores por agora principalmente no momento que vou ando pela casa. É normal sentir uma maior dor de uma perna para outra?

  4. Recomendamos que procure auxílio médico pois é necessário uma avaliação presencial. Ele é o profissional habilitado para realizar a avaliação e prescrever um tratamento adequado, se necessário.

  5. Normalmente o período de recuperação é de 15 a 30 dias. É importante informar ao médico os eventos apresentados após a cirurgia, para que ele possa avaliar e prescrever um tratamento, se necessário.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.