Carregando
HiruBlog
 
Dicas de Esportes
No vôlei de praia, saque o roxo do jogo

Uma variação do vôlei de quadra, o vôlei de praia começou a ser praticado em 1920 na Califórnia, local do primeiro campeonato oficial em 1947. Mas a popularização do esporte em todo o mundo aconteceu mesmo na década de 1980. No Brasil, passou a ser praticado como esporte amador na década de 1930, nas praias de Copacabana e de Ipanema, no Rio de Janeiro. Mesmo ganhando cada vez mais praticantes, o vôlei de praia continuou sendo encarado como brincadeira de fim de semana até 1986 quando um torneio no Rio reuniu os melhores jogadores do Brasil e do mundo.

Assim como o tradicional, o vôlei de praia também é praticado numa quadra, porém na areia e demarcada com uma fita. As medidas são: 16 metros de comprimento por 8 metros de largura. No meio, deve ficar uma rede que mede 2,43 metros de altura (masculino) ou 2,24 metros (feminino). As partidas são em equipes de 2 a 4 jogadores, mas nas Olimpíadas os jogos são disputados por duplas. A equipe vencedora é aquela que ganha dois sets num total de três. Os dois primeiros sets vão até 21 pontos e quando há empate em 1 a 1, o terceiro set é chamado de tie-break e vai até 15 pontos. Se a parcial estiver empatada em 20 a 20 ou o tie-break em 14 a 14, a dupla vencedora será aquela que abrir dois pontos de vantagem.

Muitos jogadores do vôlei de quadra migraram para o vôlei de areia e a adaptação nem sempre é fácil. O Brasil é uma potência na modalidade e já teve medalhas de ouro nas Olimpíadas com as duplas Jacqueline e Sandra em Atlanta 1996 e Emanuel e Ricardo em Atenas 2004.

Apesar de não ser um esporte de contato, seja pelo impacto de uma queda na areia ou pelo impacto da bola – que pode chegar a 80 km/h – o vôlei de praia também deixa manchas roxas na pele. – é possível que o vôlei de praia deixe marcas roxas pelo corpo. Algumas são bem doloridas,  podem também causar constrangimento e durar muito tempo.  Hirudoid reduz os hematomas1, a inflamação1 e alivia a dor1. Ao invés de disfarçar, resolva logo.

Referência: 1 – Bula do produto

Fonte: Confederação Brasileira de Voleibol e Site oficial das Olimpíadas 2016.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Quer consultar
a bula completa?