Carregando
HiruBlog
 
Dicas de Esportes
No hipismo, o roxo vai cair do cavalo

Homem e cavalo, uma linda relação milenar: o primeiro relato sobre o adestramento de cavalos foi para fins militares e remonta a 1.360 a.C. Outros relatos indicam que as corridas de biga, aquelas que aparecem em filmes como Ben Hur e Gladiador, eram disputadas nas Olimpíadas da Grécia Antiga, em 648 a.C.

O salto com cavalos virou competição no século 19, na Irlanda, com uma prova de salto em altura e outra de salto em distância. Também na Irlanda, em Dublin, surgiu o embrião das competições atuais com a criação de uma pista em que os conjuntos (nome dado ao par formado por cavalo e cavaleiro ou amazona) tinham que superar quatro obstáculos. Dois deles eram fixos, uma pequena parede de pedra e o outro, uma espécie de tanque d’água escavado no solo.

O estilo de hipismo atual surgiu na Itália no início do século 20. Considerando que o cavalo corre melhor quando tem liberdade de movimentos, principalmente se conseguir estender o pescoço, foi criada uma técnica permitindo ao cavaleiro saltar sentado, sem precisar inclinar para trás. Nas Olimpíadas modernas, o hipismo foi disputado como exibição pela primeira vez em 1900, em Paris, com provas de saltos, e voltou definitivamente em 1912 na Suécia.

A modalidade olímpica se divide em três categorias: hipismo salto, hipismo adestramento e CCE (concurso completo de equitação) e o Brasil levou a medalha de ouro com o cavaleiro Rodrigo Pessoa, no salto individual, nos jogos de Atenas em 2004. 
Infelizmente, acidentes com cavaleiros são uma realidade.

Cair do cavalo é quase inevitável para aqueles que praticam diariamente o esporte equestre, cavaleiros que buscam ultrapassar seus limites e superar desafios. As quedas são dos mais diversos tipos, entre outras, quedas por ruptura dos arreios, quedas por topadas das patas do animal e quedas quando o cavalo se assusta e provoca deslocamentos violentos e inesperados. É possível que uma prova de hipismo deixe marcas roxas pelo corpo. Algumas são bem doloridas,  podem também causar constrangimento e durar muito tempo.  Hirudoid reduz os hematomas1, a inflamação1 e alivia a dor1. Ao invés de disfarçar, resolva logo.

Referência: 1 – Bula do produto

Fonte: Confederação Brasileira de Hipismo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.