Carregando
HiruBlog
 
Dicas de Esportes
Jiu-Jitsu: trabalhando o corpo e a mente

A arte da autodefesa.

Alguns historiadores do Jiu-Jitsu afirmam que as origens dessa arte marcial, praticada por monges budistas, remontam à Índia. Por isso também é conhecida como “berço das artes marciais”, e se espalhou com o tempo por toda a Ásia.

No final do século XIX, mestres do Jiu-Jitsu migraram para outros continentes, vivendo a partir do ensino dessa arte marcial e das lutas que realizavam contra lutadores. Um desses mestres foi Esai Maeda Koma, “Conde Koma”, que chegou ao Brasil em 1914.

Morando em Belém do Pará, conheceu Gastão Gracie e passou a transmitir seus conhecimentos a seu filho de 15 anos, Carlos Gracie. Aos 19 anos, Carlos se mudou para o Rio de Janeiro e ingressou na profissão de lutador e professor de Jiu-Jitsu. Em 1925, abriu a primeira Academia Gracie de Jiu-Jitsu com seus irmãos mais velhos, Oswaldo e Gastão, e assumiu a criação dos menores, George e Hélio.

Desde então, Carlos transmitiu seus conhecimentos aos irmãos caçulas, adequando e aperfeiçoando a técnica para aqueles desprovidos de força física, forte característica de sua família. Após algum tempo, os Gracies modificaram as regras internacionais do Jiu-Jitsu, que priorizavam as quedas durante as lutas, para o aprimoramento da luta no chão e golpes de finalização.

Hélio, o mais novo, passou a ser considerado o criador do Gracie Jiu-Jitsu, onde a técnica é mais importante que a força física. Segundo Hélio, Carlos foi o maior condutor do Jiu-Jitsu, porém ele, devido a sua dedicação à luta, se tornou o melhor lutador entre os irmãos Gracie.

O Jiu-Jitsu é uma luta que se baseia principalmente na defesa dos golpes do adversário sem ter a intenção de feri-lo. Exatamente isso! Os lutadores treinam golpes que imobilizam os oponentes apenas para se defender. Diferente, né?

É uma luta de autodefesa e pode ser uma boa maneira de manter o bem estar mental, trabalhando o corpo e a mente.

Também é considerado base para os esportes modernos como o MMA: https://hirudoid.com.br/dicas-de-esportes/ufc-vivendo-com-hematomas/

Devido o contato físico com outros lutadores, é possível que uma luta de Jiu-Jitsu provoque torções, hematomas e dores pelo corpo.

Hirudoid® reduz os hematomas, diminuindo a inflamação e aliviando a dor.

Referência:

Bula do produto

www.cbjj.com.br/history/

www.nursing.com.br/jiu-jitsu/

www.lerjji.org/historia-jiu-jitsu.pdf

2 comentários sobre “Jiu-Jitsu: trabalhando o corpo e a mente”

  1. Olá Marcos, bom dia! O Hirudoid® é indicado principalmente para o tratamento de hematomas e alívio de sintomas associados a varizes, como o inchaço, mas ressaltamos que o laboratório não recomenda o uso de Hirudoid® na região dos olhos e mucosas. Agradecemos sua participação no Blog Fuja do Roxo!

  2. O que quero saber é se hirudoid ajuda a diminuir o inchaço da orelha típica do jiujiteiro?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.