Carregando
HiruBlog
 
Dicas de Esportes
Game-point ao redor do mundo

Mas de onde surgiu o tênis?

Mesmo que não entenda muita coisa sobre tênis, seus campeonatos ou regras, você já ouviu falar nos nomes Gustavo “Guga” Kuerten, Roger Federer ou Rafael Nadal. É claro, né? Isso é prova da popularidade que o esporte vem conquistando nas últimas décadas.

Bem antes de ser conhecido como tênis, monges franceses do século XII inventaram uma brincadeira para passar o tempo. Com o nome “jeu de paume”, o “jogo da palma” era basicamente arremessar uma bola rústica com as mãos contra os muros dos mosteiros. Tempos depois começaram a usar luvas e no final do século XVI introduziram as famosas raquetes. A partir daí, o esporte recebeu o nome que tem hoje.

O jogo era popular na França, mas também era associado à Inglaterra. De fato, foi este país que começou a levar o tênis para novos públicos e a torná-lo tão popular a ponto de criar o mais tradicional torneio do esporte até hoje: Wimbledon, em Londres. O torneio foi realizado pela primeira vez em 1877, onde gerou uma discussão sobre estabelecer um padrão nas regras.

O tênis teve sua primeira participação nos Jogos Olímpicos de 1896, em Atenas. O esporte manteve-se na competição até ser retirado das Olimpíadas de Amsterdã, em 1928, voltando após 15 edições afastado do evento, em Seul, 1988.

O Brasil descobriu o tênis no final do século XIX, por meio dos ingleses e franceses. A fama começou com os paulistas e cariocas, espalhando-se por todo país posteriormente. Hoje são 33.675 jogadores registrados pela Confederação Brasileira. Segundo a pesquisa do IBOPE Repucom estima-se que entre os milhares de fãs, 54% sejam homens, sendo que 36% tem mais de 40 anos e 47% possuem nível superior.

Segundo a Confederação Brasileira de Tênis, o esporte tem hoje dois milhões de praticantes, 25 mil filiados ativos e 160 eventos oficiais anuais.

O esporte pode ser praticado individualmente ou em dupla e o único objetivo é jogar a bola para o outro lado, onde ela deve quicar dentro do campo adversário sem que ele rebata de volta.

Um fato curioso e que nem todo mundo conhece é que existe uma razão para os competidores escolherem quais bolinhas vão sacar. Isso deve-se à quantidade de pelinhos presentes na textura. Quando a bola é “mais careca”, ela cria menos resistência no ar, se tornando mais veloz. Muitas vezes, esse detalhe ajuda o jogador na hora do saque e a vencer. É claro que se você ainda é iniciante no esporte, não surtirá tanto efeito. Mas após a prática, vale a pena experimentar a dica.

Deu vontade de jogar? Lembre-se de consultar o médico e o profissional de educação física para avaliar sua capacidade física para praticar o esporte.

E devido ao grande esforço, algumas contusões podem ocorrer, saiba mais em: https://hirudoid.com.br/dicas-de-esportes/contus-o-muscular-no-esporte/

Hirudoid® reduz os hematomas, diminuindo a inflamação e aliviando a dor.

Referência:

1. Bula do Hirudoid®.

2. https://www.infoescola.com/esportes/tenis/

3. https://sportsregras.com/tenis-historia-regras/

4. http://travinha.com.br/2010/02/10/tenis-a-origem/

5. https://portamedalhas.com.br/blog/melhores-tenistas-do-mundo/

6. http://www.atpworldtour.com/en/rankings/singles

7. http://www.iboperepucom.com/br/noticias/dobra-o-numero-de-fas-de-tenis-no-brasil/

8. http://www.tenisvirtual.com.br/09/2011/cbt-brasil-hoje-tem-dois-milhoes-de-praticantes/

9. http://esporte.ig.com.br/tenis/as-manias-gostos-e-misterios-dos-melhores-tenistas-do-mundo/n1597381141307.html

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Quer consultar
a bula completa?