Carregando
HiruBlog
 
Dicas de Esportes
Cuidados no Rúgbi

Cuidados na prática do RúgbiPresente no Brasil há poucos anos, o Rúgbi (ou Rugby na escrita original) vem ganhando adeptos e promete destaque nas Olimpíadas de 2016, quando estará inserido pela primeira vez na história dos jogos.**
No Rúgbi Union (ou Convencional), 15 jogadores de cada time disputam a bola, cujo formato oval é o mesmo do futebol americano*. Aliás, as semelhanças entre os jogos não param por ai: em ambos o objetivo de um time é cruzar o campo do adversário, fazendo a bola tocar o solo demarcado ou arremessá-la por entre traves denominadas “gol”.
Descrito como um “jogo de colisões”, o Rúgbi é um esporte de alto contato, em que defensores e atacantes são muitas vezes vítimas de lesões musculares muito sérias***.
Uma das manobras permitida no jogo de Rúgbi, o Tackle é responsável por diversas lesões musculares em atletas amadores e profissionais***. O Tackle consiste no embate corpo a corpo, ou seja, a colisão de corpos entre o detentor da bola e o adversário, cujo objetivo é impedir seu avanço*.
Em um estudo realizado em 2008 pela Universidade de São Paulo (USP) e pelo Centro Universitário São Camilo, foi descoberto, a partir do acompanhamento de 42 atletas amadores, que o tackle foi responsável por mais de 24% das lesões em partidas de Rúgbi, sendo o segundo tempo de jogo o mais perigoso, respondendo por mais de 55% dos acidentes***.
Quando visto das arquibancadas ou transmissões televisivas, o esporte pode parecer extremamente brutal, porém seus praticantes entendem que as regras do jogo conseguem limitar a violência do Rúgbi.
Na prática de qualquer esporte, o uso de equipamentos de proteção seria o mais indicado para prevenção de lesões, porém estes são quase ausentes no Rúgbi. Sendo assim, é indicado a manutenção da elasticidade e força muscular, através de exercícios e da prática constante do alongamento****.
O alongamento é fortemente indicado por fisioterapeutas e professores de educação física, pois prepara o músculo para um carga maior de uso que seguirá, além de aumentar a circulação nas áreas trabalhadas, possibilitando um desempenho esportivo otimizado****.
Não esqueça de consultar seu médico ou profissional de educação física antes de iniciar a prática de qualquer esporte.

Referências bibliográficas:

* RUGBY UNION BASICS IN A DAY FOR DUMMIES – Nick Cain e Greg Growden – Editora John Wiley Professional

** Confederação Brasileira de Rúgbi – http://www.brasilrugby.com.br/ – Acessado em 30/09/2010

*** Incidência de lesões na prática do rúgbi amador no Brasil – Luciane Machado Alves; Renato Paranhos Soares; Richard Eloin Liebano – USP 2008 – http://www.revistasusp.sibi.usp.br/scielo.php?pid=S1809-29502008000200004&script=sci_arttext – Acessado em 22/02/2014

**** ALONGAMENTO E FORTALECIMENTO MUSCULAR – CHOQUE, JACQUES e WAYMEL, THIERRY – Editora Madras, 2012

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Quer consultar
a bula completa?