Carregando
HiruBlog
 
Cuidados Pessoais
Qual é a sua pisada?

Capriche na escolha do tênis para diminuir o impacto nas articulações.

Se você é atleta, profissional ou amador, é importante ter em mente que a prática de atividades físicas requer o uso de equipamentos de proteção, e o tênis é um deles.

Corrida, ciclismo, ginástica e musculação sobrecarregam os pés, exigindo uma força além do normal, o que justifica o uso de um calçado que o proteja. Mas para usar o modelo certo de tênis e evitar vícios posturais, lesões nos tornozelos, joelhos e até na coluna, é preciso primeiro conhecer qual é a sua pisada.

O modo como se pisa muda muito de um indivíduo para o outro. Existem três tipos diferentes de pisada e elas são determinadas a partir das características anatômicas de cada um, como, os tipos de pé, joelhos e flexibilidade nas articulações.

A pisada Pronada acontece quando o calcanhar toca o chão e o pé se contorce para dentro, usando o dedão para ganhar impulso. Tênis com amortecimento e controle de estabilidade leve são os mais indicados.

A pisada Supinada é o oposto da Pronada, e ocorre quando o peso é aplicado na borda exterior do pé, pegando impulso com a parte externa e o dedo mindinho. Pelo pé ser mais rígido, necessita de calçados com reforço no amortecimento, além de controle de estabilidade.

Na pisada neutra o pé toca o chão apoiando a parte externa do calcanhar e se move levemente para dentro até a parte da frente do pé tocar inteira no solo, impulsionando a passada com toda a parte frontal do pé. Pessoas com esse tipo de pisada são os que têm menos restrições na hora de escolher um tênis, bastando apenas um amortecimento leve e confortável.

Um teste caseiro pode ajudar você a descobrir a sua pisada:

  • Pegue um tênis antigo que você costuma usar com frequência.
  • Se sua pisada for pronada, o desgaste da sola irá se concentrar na parte interna.
  • Na supinada, às áreas desgastadas serão as do calcanhar, lados e ponta do pé.
  • Na pisada neutra, o desgaste será uniforme.

Porém é indispensável uma avaliação realizada por um profissional de saúde qualificado a fim de evitar erros e possíveis lesões.

A aquisição de um tênis de qualidade não deve ser vista como um gasto, mas como um investimento. Quando nosso pé atinge o chão, em uma corrida, aplica-se uma força de até quatro vezes o nosso peso do corpo. Essa força só é bem distribuída quando usamos o calçado adequado.

Os efeitos de não usar o tênis correto vão desde lesões superficiais (calos e bolhas), até as lesões ósseas (fratura por estresse) e problemas crônicos (tendinites, canelites), além de deformidades ósseas (joanete e dedos em garra).

As fabricantes de calçados usam cada vez mais tecnologia para melhorar a absorção de impacto e evitar entorses ou outros problemas físicos.

Se você sente algum tipo de dor ou incômodo e desconfia que seja por pisada errada, a melhor maneira de descobrir é procurando um ortopedista.

Referência:

Guimarães GV et al. Pés: devemos avaliá-los ao praticar atividade físico-esportiva? Revista Brasileira de Medicina do Esporte, 2000, 6(2):57-59.

Os tipos de pisada e a sua importância para quem corre. Disponível em: http://www.tenis-para-corrida.com/tipos-pisada-importancia-quem-corre/. Acesso em: Janeiro de 2018.

DIAS, D. A importância do par de tênis adequado. Disponível em: http://www.boavidaonline.com.br/a-importancia-do-par-de-tenis-adequado/. Acesso em: Janeiro de 2018.

De olho na pisada: a importância do tênis na atividade física. Disponível em: http://personallefitness.com.br/de-olho-na-pisada-a-importancia-do-tenis-na-atividade-fisica/. Acesso em: Janeiro de 2018.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.