Carregando
HiruBlog
 
Cuidados com as crianças
É possível prevenir quedas e tombos de crianças?

Bastam alguns segundos de distração para a criança escapar do olhar do adulto e…lá se vai mais um tombo! Parece inevitável, mas alguns cuidados podem evitar possíveis quedas.

De acordo com a ONG Criança Segura, as quedas são responsáveis por 5% das mortes de crianças e adolescentes hospitalizados no país. Representam cerca de 50% dos acidentes que envolvem crianças e a maioria deles acontece em casa. Para evitar que ocorram na sua casa, não tem jeito: é preciso se precaver. Selecionamos algumas dicas:

  • O ideal é deixar a criança brincar em lugares seguros. Lembre-se: locais próximos a escadas, sacadas e lajes são inapropriados;
  • Se tiver escadas, coloque portões de segurança no topo e na base das escadas. Caso a escada seja aberta, instale redes ao longo dela;
  • Instale grades ou redes de proteção nas janelas, sacadas e mezaninos. As redes devem ter espaços de no máximo 6 cm;
  • É essencial a supervisão e atenção de um adulto. A maioria das quedas está associada à ausência de um responsável.
  • Equipamentos de segurança, como capacete e joelheiras, são fundamentais nas brincadeiras de bicicleta, skate ou patins. O capacete pode reduzir o risco de lesões na cabeça em até 85%;
  • Crianças não devem brincar perto de barreiras e barrancos devido ao risco de escorregar e ter uma queda grave;
  • Se a criança dormir em beliche, lembre-se de colocar grades de proteção;
  • Fique atento a pisos escorregadios e coloque antiderrapante nos tapetes para evitar tombos;

– Preste atenção à altura da base do berço! Se a criança já consegue ficar em pé, pode cair por cima da grade;

– Nunca deixe um bebê sozinho em mesas, camas, trocadores ou outros móveis. Um segundo de distração pode ser o suficiente para ele cair. Mantenha sempre uma das mãos segurando a criança.

A prevenção é essencial para evitar acidentes. Se mesmo com todos os cuidados, a criança cair e ganhar roxos, Hirudoid® reduz os hematomas¹ , a inflamação¹  e alivia a dor¹ .

Referências:

  1. Bula do medicamento.

Revista Crescer –  http://revistacrescer.globo.com/Revista/Crescer/0,,EMI75091-16889,00.html

ONG Criança Segura – http://criancasegura.org.br