Carregando
HiruBlog
 
Cuidados com as crianças
Cuidados no Playground

Não há criança que não goste de brincar no playground, seja no condomínio, na pracinha ou na escola. Mas os brinquedos podem não ser tão Cuidados no Playground - Hirudoidinofensivos assim. É muito importante que as crianças estejam sempre acompanhadas de um adulto e que este conheça bem o ambiente do parque. Além disso, os brinquedos precisam de manutenção constante, para que não enferrujem ou machuquem as crianças.

Os pais ou responsáveis não devem deixar a criança sozinha nem por um pequeno período de tempo. O acidente mais constante em playgrounds é a queda e os ferimentos mais comuns são escoriações, luxação ou fratura de braços ou pés, cortes na boca e batida da cabeça*. Por isso, o adulto deve estar atento às recomendações do parque, como a faixa etária permitida e às limitações da criança.

Para que esses tipos de imprevistos não ocorram durante a diversão das crianças, a ABNT (Associação Brasileira de Normas Técnicas) tem um conjunto de normas e regulamentações para que os parquinhos sejam um lugar mais seguro. Uma delas é que o piso do parque deve ser macio, como grama, areia ou borracha, para absorver os impactos**.

Ainda segundo a ABNT, os brinquedos não devem ter altura superior a 1,5 metros, pois caso haja uma queda, o risco de lesão é quatros vezes maior quando excede essa medida. Os playgrounds devem ser separados em áreas, conforme a faixa etária indicada pelos brinquedos e a área de circulação deve ser de, pelo menos, um metro e meio. As roscas e parafusos devem ter acabamentos de proteção, bem como as quinas**.

O ideal não é proibir as crianças de se divertirem no parque, mas que um adulto esteja sempre por perto para alertar e, se preciso socorrer os pequenos.

 

Referências Bibliográficas:
http://www.estadao.com.br/arquivo/cidades/2003/not20030720p8372.html acessado em 12/11/2012

** http://revistacrescer.globo.com/Revista/Crescer/0,,EMI83717-16892,00.html – Acessado em 13/02/2014.

 

9 comentários sobre “Cuidados no Playground”

  1. Geralmente a duração do tratamento em casos de lesões é de dez dias. É esperado que ocorra melhora dos sintomas após catorze dias de tratamento contínuo e que os sintomas não voltem após o término do tratamento. O tempo de absorção dos hematomas (roxos) depende da extensão da lesão e de cada organismo. O médico é o profissional habilitado para avaliar o caso e prescrever um tratamento, se necessário.

  2. Ola , em quantos dias hirudoid tira hematomas?
    Estou com um hematoma na bochecha não muito roxo, qual a melhor opção hirudoid 300 ou 500??

  3. Olá Vaudeci,

    HIRUDOID® GEL ou POMADA podem ser usados em crianças, desde que observadas as precauções comuns ao medicamento. É importante que o médico (pediatra) avalie o caso.

    Equipe Fuja do Roxo

  4. Meu bebê tem 1 ano e 1 mês e 8 dias, e aparece manchas roxas por conta que ele já anda e quer correr… E acaba batendo a perninha, eu posso usar a Hirudoid? gel ou pomada? 300 ou 500 MG/G?
    Muito obrigado,
    Vaudeci Batalha.

  5. Olá Vanessa,

    HIRUDOID® não é indicado para o tratamento de olheiras e não deve ser utilizado próximo aos olhos. Verifique com o médico especialista (dermatologista) o tratamento ideal.

    Equipe Fuja do Roxo

  6. Olá Marco,

    HIRUDOID® diminui a inflamação, com o alívio da dor, redução do inchaço e da vermelhidão
    de áreas com varizes ou manchas roxas decorrentes de contusões (batidas, traumas) ou cirurgias
    ou em outras situações semelhantes. HIRUDOID® também alivia a sensação de peso nas pernas
    causada pelo inchaço.

    Equipe Fuja do Roxo

  7. Pingback: AP Ponto

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Quer consultar
a bula completa?